MORTALIDADE DE MÉDICOS

ATENÇÃO MÉDICOS!

Você sabe que (estatisticamente) nós médicos vivemos menos que a população em geral?

E não é de hoje…

Já em 2012 o CREMESP divulgou estudo sobre a mortalidade dos médicos na década anterior, e os resultados são impressionantes.

Conforme o estudo, os principais fatores para essa diferença são os relacionados a extensas cargas de trabalho, e às condições de trabalho cada vez mais deterioradas. Assim, os acidentes provocados por cansaço, a depressão levando a suicídio, e doenças cardiovasculares, associadas a estresse, poucas horas de sono e sedentarismo, são as principais causas de óbito, em geral, chamando atenção, nas mulheres, o elevado número de mortes por neoplasias.

Se você for do sexo masculino, a coisa ainda não é tão ruim… 

– Médicos homens vivem em média 3 anos a menos que homens da população geral (69 anos x 72 anos) 

Já, se você for mulher, comece a se preocupar e a buscar alternativas: 

– Médicas mulheres vivem em média 20 anos a menos que mulheres da população geral!! (59 anos x 79 anos) 

Entre as mulheres, a idade média de morte é de 59,2 anos enquanto que entre os homens esta média é de 69,1 anos

Chamou a atenção no estudo o fato de a idade de morte das mulheres médicas ser bem inferior à dos homens.

Este foi considerado um dos principais dados do estudo, pelo que se recomendou séria reflexão sobre a questão do estilo de vida destas mulheres.  

Estariam os compromissos profissionais e o papel de mãe chegando a um ponto insustentável, refletindo-se no desenvolvimento de neoplasias decorrentes do estresse, visto que a maior parte das mortes ocorre na faixa de 50 a 59 anos e são decorrentes de neoplasia?

Então, está mais que em tempo de cada um de nós parar para refletir… e tomar a decisão: preciso morrer antes? O que posso fazer para viver mais… e principalmente melhor?

Não deixe de ver a íntegra do trabalho clicando aqui